Thirty Years Later: The Actuality of Gilberto Freyre to Think Brazil

  • Amurabi OLIVEIRA Federal University of Santa Catarina (Brazil)

Abstract

The work of Gilberto Freyre (1900-1987) is recognized as one of the most original and relevant interpretations of Brazil. His works, notably The Masters and The Slaves (1933), are continually revisited through countless critical balances, especially with regard to the issue of race relations in Brazil. Thirty years after his death, I seek in this article to analyze the actuality of his thought, seeking to point out which issues he throws at us that are still relevant to think about Brazil

Author Biography

Amurabi OLIVEIRA, Federal University of Santa Catarina (Brazil)

PhD in Sociology from the Federal University of Pernambuco (UFPE), Professor at the Federal University of Santa Catarina (UFSC), Researcher at CNPq

References

• Bastos, E.R. (2002). Pensamento social da escola sociológica paulista. In: S. Miceli. (org.). O que ler na ciência social brasileira: 1970-2002: Sociologia. São Paulo: Suma-ré/ANPOCS, 183-230.
• Bastos, E.R. (2006). As Criaturas de Prometeu: Gilberto Freyre e a formação da socie-dade brasileira. São Paulo: Global.
• Cardoso, F.H. (2013). Pensadores que Inventaram o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.
• Botelho, A.(2010). Passado e futuro das interpretações do país. Tempo social, 22 (1), 47-66.
• Freyre, G. (2005). Casa Grande & Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. São Paulo: Global.
• Freyre, G. (1968). Como e porque sou e não sou sociólogo. Brasília: Editora Universidade de Brasília.
• Freyre, G. (2011). Novo Mundo nos Trópicos. São Paulo: Global.
• Freyre, G. (2003). Palavras Repatriadas. Brasília: Editora da Universidade de Brasília.
• Freyre, G. ([1936] 2006). Sobrados & Mucambos: decadência do patriarcado e desenvolvimento do urbano. Global: São Paulo.
• Holanda, S.B. (1936/1995). Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.
• Larreta, E.R., Giucci, G. (2007). Gilberto Freyre: uma biografia intelectual. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
• Lehmann, D. (2008), Gilberto Freyre: a reavaliação prossegue, Horizontes antropológicos, 14 (29), 369-385.
• Lima, M.H. (2013), Casa-Grande & Senzala: o livro que dá razão ao Brasil mestiço e pleno de contradições. São Paulo: É Realizações.
• Motta, R. (2009). Élide, Gilberto, Imagismo e Língua de Universidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 24 (68), 185-206.
• Motta, R. (2000). Paradigmas de Interpretação das Relações Raciais no Brasil. Estudos Afro-Asiáticos, (38), 113-134.
• Motta, R., Fernandes, M. (2013). Gilberto Freyre, um enigma genealógico. In: R. Motta, M. Fernandes (eds.), Gilberto Freyre: região, tradição, trópico e outras aproximações. Rio de Janeiro: Fundação Miguel de Cervantes, 11-36.
• Oliveira, A. (2015). O Oriente, o Luso e o Brasil na Obra de Gilberto Freyre. Asian Journal of Latin America Studies, 28 (4), 73-89.
• Pallares-Burke, M.L., Burke, P. (2009). Repensando os Trópicos: um retrato intelectual de Gilberto Freyre. São Paulo: Editora Unesp.
• Souza, J. (2003). A atualidade de Gilberto Freyre. In: E.V. Kosminsky, C. Lépine, F.A. Peixoto (eds.) Gilberto Freyre em Quatro Tempos. São Paulo: Editora UNESP, 63-81.
• Villas Boas, G. (2006). Mudança provocada: passado e futuro no pensamento sociológico brasileiro. Rio de Janeiro: Editora FGV.
Published
2017-12-30
Section
Articles
How to Cite
OLIVEIRA, Amurabi. Thirty Years Later: The Actuality of Gilberto Freyre to Think Brazil. Revista del CESLA, [S.l.], n. 20, p. 341-352, dec. 2017. ISSN 2081-1160. Available at: <http://revistadelcesla.com/index.php/revistadelcesla/article/view/429>. Date accessed: 26 may 2018.