La Mariana Coelho’s Column “Chronica da Moda”

Mariana Coelho’s column “Chronica da Moda”: Feminine education and emancipation under discussion (Curitiba/Paraná/Brasil – 1901)

  • Alexandra PADILHA BUENO Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brazil

Abstract

This article is part of studies conducted in the field of the History of Education with focus on intellectual history and women’s history that proposed the analysis of Mariana Coelho (1874-1954), intellectual, feminist and Portuguese educator’s trajectory, who arrived in the state of Paraná in 1893. Coelho lived in Curitiba and stayed active until the 1940s. In that period, in addition to her collaboration in many local press’s journals, Coelho produced and published six books. As passage for this article, it was decided to analyze the biweekly column “Chronica da Moda”, published by Coelho in the Curitiba’s newspaper Diário da Tarde. While the column addressed subjects considered feminists – in that context - Mariana Coelho used the space given to her to discuss feminism, women’s rights, women’s conditions in the face of professionalization and public presence, as well as the relevance of women’s education to occupy this new social environment. Columns published in 1901 were used as references for this article, since, in those Coelho publically defended women’s rights to vote and feminism, which placed her in a public debate with other intellectuals of the time. From a theoretical point of view, this article approaches Carlos Eduardo Vieira’s intellectual concept, Pierre Bourdieu’s trajectory, field and capital concepts, and Jean-François Sirinelli‘s sociability network.

Author Biography

Alexandra PADILHA BUENO, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brazil

Master's degree from the Federal University of Paraná (UFPR) and a doctoral student from the Federal University of Paraná (UFPR).  Teacher of Basic Education in the Municipality of Araucária. Areas of interest: Education, with emphasis on Fundamentals of Education, mainly in the following subjects: history of education, intellectual history, feminine education, press, literacy and literacy.

References

FUENTES DOCUMENTALES
1. Castro, N. de (1901, julio 10). O feminismo. Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
2. Castro, N. de (1901, marzo 23). O Feminismo, Diário da Tarde, 2. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
3. Castro, N. de (1901, marzo 29). O feminismo. Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
4. Castro, N. de (1901, abril 4). O feminismo. Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
5. Coelho, M. (1901, febrero 1). Diário da Tarde, Chronica da Moda, 1, Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
6. Coelho, M. (1901, marzo 1). Diário da Tarde, Chronica da Moda, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
7. Coelho, M. (1901, marzo 4). Emancipação da Mulher, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
8. Coelho, M. (1901, marzo 22). Emancipação da Mulher, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
9. Coelho, M. (1901, abril 2). Emancipação da Mulher, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
10. Coelho, M. (1901, agosto 31). Diário da Tarde. Chronica da Moda, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
11. Coelho, M. (1901, octubre 5). Chronica da Moda. Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
12. Jacques, J. (1901, marzo 14). O feminismo, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
13. Jacques, J. (1901, marzo 16). O feminismo, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
14. Jacques, J. (1901, marzo 21). O feminismo. Diário da Tarde,1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
15. Mongruel, G. (1901, marzo 2). La femme electeur, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
16. Mongruel G. (1901, marzo 11). Emancipation de la femme, Diário da Tarde, 1. Acervo microfilmado de la Biblioteca Pública de Paraná, División Paranaense, Paraná, original en portugués.
BIBLIOGRAFÍA
17. Balhana, C.A.F. (1981). Idéias em confronto. Curitiba: Grafipar.
18. Bega, M.T.S. (2001). Sonho e invenção do Paraná: geração simbolista e construção de identidade regional. Tese de Doutorado, Sociologia. São Paulo: Universidade de São Paulo.
19. Berman, M. (2007). Tudo que é sólido se desmancha no ar: A aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras.
20. Bourdieu, P. (2005). As regras da Arte. São Paulo: Companhia das Letras.
21. Bourdieu, P. (1990). Coisas Ditas. São Paulo: Brasiliense.
22. Carvalho, M.M.C. (1989). A dívida republicana. En: A escola e a República e outros ensaios. São Paulo, Brasiliense.
23. Denipoti, C. (1998). A sedução da leitura: livros, leitores e história cultural (Paraná 1880-1930) Tese de doutorado, História, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.
24. Freire, M.M. de L. (2006). Mulheres, mães e médicos: discurso maternalista em revistas femininas (Rio de Janeiro e São Paulo, década de 1920). Tese de Doutorado, História, Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
25. Kapelli, A. (1991). Cenas Feministas. In: G. Duby, M. Perrot, História das Mulheres no Ocidente. (4), O século XIX. Porto: Edições Afrontamentos.
26. Louro, G.L. (2006). Mulheres na sala de aula. In: M. del Priore, História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto.
27. Maluf, M., Mott, M.L. (2001). Recônditos do mundo feminino. In: F.A. Novais, N. Sevcenko, A história da vida privada no Brasil. Vol. 3 República: da Belle Époque à Era do Rádio. São Paulo: Companhia das Letras.
28. Pedro, J.M. (1992). Mulheres Honestas e Mulheres Faladas: uma questão de classe. Papeis sociais femininos na sociedade de Desterro/Florianópolis (1880-1920). Tese de doutorado. História. São Paulo: Universidade de São Paulo.
29. Pedro, J.M. (2011, jan-jun). Relações de gênero como categoria transversal na historiografia contemporânea. Topoi, 12, (22), 270-283.
30. Perrot, M. (2007). Minha História das Mulheres. São Paulo: Contexto.
31. Perrot, M. (2005). As mulheres ou os silêncios da história. Bauru: Edusc.
32. Perrot, M. (1988). Os excluídos da história: operários, mulheres e prisioneiros. São Paulo: Paz e Terra.
33. Perrot, M. (2008). Mulheres públicas. São Paulo: Editora da Unesp.
34. Perrot, M., Duby, G. (orgs.). (1995). As Mulheres e a História. Lisboa: Publicações Dom Quixote.
35. Pinto, C.R.J. (2003). Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo.
36. Pombo, J.F.R. (1980). O Paraná no Centenário. (1500-1900). Rio de Janeiro: José Olympio. Curitiba: Secretaria da Cultura e do Esporte do Estado do Paraná.
37. Prado, M.L., Franco, S.M.S. (2012) Cultura e política. Participação feminina no debate público brasileiro. In: C. Pinsky, J.M. Pedro (orgs.). Nova História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto.
38. Sirinelli, J-F. (1996). Os intelectuais. In: Rémond, R. Por uma história política. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ/Ed. FGV.
39. Sirinelli, J-F. (2015, jan.-jul.). Entrevista com Jean-François Sirinelli. Revista Territórios e Fronteiras. [Versão Eletrônica], Cuiabá, 8, (1), 314-323.
40. Sirinelli, J-F. (2014). Abrir a história: novos olhares sobre o século XX francês. Belo Horizonte: Autêntica Editora.
41. Telles, N. (2006). Escritoras, escritas, escrituras. En: M. del Priore, História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto.
42. Trindade, E.M.C. (1993). Do salão à oficina: a educação feminina para o espaço público. Revista da SBPH, (8), 61-73.
43. Trindade, E.M.C. (1996). Clotildes e Marias: mulheres de Curitiba na 1ª República. Curitiba: Fundação Cultural.
44. Trindade, E.M.C. (2000). Espaço urbano e cidadania feminina no Paraná da virada do século. História Questões e Debates II, 16 (30), 57-81.
45. Vieira, C.E. (2005). Conhecimento histórico e arte política no pensamento de António Gramsci. In: L.M. Faria Filho de. (org.) Pensadores sociais e história da educação. Be-lo Horizonte: Autêntica, 63-86.
46. Vieira, C.E. (2007). Jornal diário como fonte e como tema para a pesquisa em História da Educação: um estudo da relação entre imprensa, intelectuais e modernidade nos anos de 1920. En: M.A, Taborda de Oliveira (org.). Cinco estudos em história e historiografia da educação. Belo Horizonte: Autêntica.
47. Vieira, C.E. (2007). Intelectuais, educação e modernidade no Paraná (1886-1964). Curitiba: Editora da Universidade Federal do Paraná.
48. Vieira, C.E. (2007). Erasmo Pilotto: identidade, engajamento político e crenças dos intelectuais vinculados ao campo educacional no Brasil. In: J.L. Leite, C. Alves (orgs.). Intelectuais e história da educação no Brasil: poder, cultura e políticas. Vitória: EDUFES, 25-54.
49. Vieira, C.E. (2008, jan./abr.). Intelligentsia e intelectuais: sentidos, conceitos e possibilidades para a História Intelectual. Revista Brasileira de História da Educação, 8 (1), 63-85.
Published
2018-06-30

Keywords

Mariana Coelho, feminine emancipation, women's education, intellectuals, history of educatión

How to Cite
BUENO, Alexandra PADILHA. La Mariana Coelho’s Column “Chronica da Moda”. Revista del CESLA, [S.l.], n. 21, p. 127-144, june 2018. ISSN 2081-1160. Available at: <http://revistadelcesla.com/index.php/revistadelcesla/article/view/486>. Date accessed: 18 aug. 2018.